Partos hospitalares
Definição: Percentual de partos hospitalares no total de partos, na população residente em determinado espaço geográfico, no ano considerado.
Interpretação: 1 - Indica a participação relativa dos partos hospitalares no total de partos. O número de nascidos vivos é adotado como uma aproximação do total de partos. 2 - É influenciado por fatores socioeconômicos, pela infraestrutura de prestação de serviços e por políticas públicas assistenciais e preventivas.
Método de Cálculo: Numerador: número de nascidos vivos de parto hospitalar de mães residentes x 100. Denominador: número total de nascidos vivos de mulheres residentes.
Fonte dos Dados: SINASC.
Valor de Referência: Pode-se usar como valor de referência a UF com maior proporção.
Periodicidade da fonte de dados: Mensal.
Atualização do indicador: Anual.
Período Coberto: 2000-2019
Abrangência Geográfica Brasil, Grandes Regiões, Unidades da Federação, Regiões de Saúde e Municípios.
Dimensão(ões) : Acesso.
Bibliografia :
Limitações: 1 - Desconsidera, por restrição da fonte de dados, os partos que deram origem a natimortos e abortos. 2 - A representatividade populacional do indicador pode estar comprometida nas áreas que apresentam insuficiente cobertura do sistema de informação sobre nascidos vivos. 3 - Há possibilidade de superestimação do indicador pela maior probabilidade de registro de partos hospitalares no sistema de informação sobre nascidos vivos. 4 - Há possibilidade de nascidos vivos que morrem logo após o nascimento serem declarados como natimortos, subenumerando o total de nascidos vivos. 5 - A ocorrência de partos gemelares resulta em contagem cumulativa de nascidos vivos. 6 - Por incluir no denominador os partos sem informação sobre o local do parto, está-se assumindo que estes casos foram não hospitalares.
Observações:



Consulta aos dados
Abrangência Geográfica