Proadess 2

Sexta-Feira, 18 de Abril de 2014.

Avaliação do Desempenho do Sistema de Saúde

O modelo de avaliação do PRO-ADESS(matriz) considera que o desempenho do sistema de saúde brasileiro deve ser analisado em um contexto político, social e econômico que traduza a sua história e sua conformação atual, seus objetivos e prioridades. Dentro desse contexto devem ser identificados os determinantes de saúde associados aos problemas de saúde tidos como prioritários, evitáveis e passíveis de intervenção. Sua apreciação deve ser feita considerando-se o seu impacto em diferentes grupos sociais. A caracterização desses problemas de saúde em termos de morbidade, mortalidade, limitação de atividade física e qualidade de vida associada, conforma uma segunda dimensão da avaliação, que permitiria conhecer a magnitude dos problemas e sua expressão em diferentes regiões geográficas e grupos sociais. Esse perfil de morbi-mortalidade, que expressa as necessidades de saúde, deve orientar a estrutura do sistema de saúde (condução, financiamento e recursos), que por sua vez condiciona as possibilidades de melhor ou pior desempenho dos serviços de saúde, objeto principal da avaliação que deve incluir as sub-dimensões acesso, efetividade, eficácia, adequação, continuidade, segurança, aceitabilidade e direitos dos pacientes.

Os indicadores selecionados e calculados podem ser acessados pela Matriz de Indicadores. Estão baseados em dados dos sistemas nacionais de informação, censo demográfico e pesquisas de base populacional cobrindo, sempre que possível, a partir de 1998, com atualizações anuais. As definições dos indicadores, seus respectivos métodos de cálculo e fontes de informação podem ser obtidas em suas fichas técnicas. Em cada caso existem diferentes possibilidades de gerar informações por recortes geográficos, sexo, idade, escolaridade e renda. O nível de desagregação máximo é Unidade da Federação.

©Copyright ICICT - Fundação Oswaldo Cruz - 2011.
É permitida a reprodução parcial desse sítio desde que citada a fonte.